Livros

Resenha 3# – Livro “O Livro de Memórias”

_DSC6559-2.jpg

Informações técnicas
Título original: The Memory Book
Tradução: Flávia Souto Maior
Capa: Alceu Chiesorin Nunes
Páginas: 352
Formato: 16.00 x 23.00 cm
Acabamento: Brochura
Previsão de lançamento: 25/08/2016
ISBN: 9788555340178
Selo: Seguinte

Recebi a prova antecipada desse livro e fiquei muito, muito feliz com isso! *-* Foi a primeira vez que tive a honra de ler um livro antes de ser lançado, haha. Muito obrigada, Companhia das Letras s2
Bom, vamos falar um pouco do que se trata a história então. O “Livro de Memórias” nada mais é que um diário, que acabou virando livro, que Sammie do Presente fez para a Sam do Futuro. Mas aí você pode se perguntar, como assim? Ela somente quer contar uma história ou guardar algumas memórias para quando for mais velha?
Na verdade, Sammie é uma garota que planejou muito como seria sua vida, seu futuro. Sempre participou de debates, é excelente em suas notas na escola e deseja que, ao finalizar o ensino médio, entre para a universidade de seus sonhos, a NYU. No entanto, é diagnosticada com uma doença neurodegenerativa chamada Niemann-Pick C ou NP-C. Segundo o site http://niemannpickbrasil.org.br/niemann-pick/tipo-c-da-doenca/ essa doença “pode se apresentar no nascimento, na infância, na adolescência, ou na idade adulta.”

_DSC6567-2.jpg

Após descobrir os sintomas que ela causa, uma das coisas que a personagem mais teme é a sua perda de memória, então resolve criar um diário que se torna seu livro, relatando nele alguns acontecimentos, quem ela é, quem são seus irmãos e pais, diálogos e coisas do dia a dia que ela deseja deixar registrado para quando não estiver se lembrando bem das coisas e possa pegar seus escritos para não ficar perdida. É como se estivéssemos espiando seu diário e algumas vezes vendo a cena acontecer, porque ela escreve em tempo “real” também.
Ao longo da história, ocorrem alguns episódios nos quais sua memória realmente falha e ela não sabe onde está e o que está fazendo ou o porquê está fazendo. Lendo os ocorridos, fiz uma ligação que pode ser parecida como quando acordamos no meio da tarde ou da noite, por exemplo, e achamos que perdemos hora para ir ao trabalho, para ir á escola e ás vezes até não sabemos que dia é, mas logo nos situamos (isso já aconteceu com vocês também, né?  e.e) Acredito que com a Sammie ocorre quase a mesma coisa, mas pelo fato de ser uma doença que está causando esses lapsos, é muito mais triste e preocupante.
Algumas vezes sua memória de curto prazo não funciona, e em um dos registros ela passa a agir como criança novamente, fazendo birras. Embora a autora Lara Avery fale sobre os sintomas da NP-C e os coloque na história, isso é feito com leveza, meio distante de como deve ser doloroso realmente tudo o que está acontecendo. É um livro tocante, mas não há muitas descrições e detalhamento do que a personagem sente e o que precisa fazer com relação ao seu estado. O que é mais descrito é o fato de que a vida dela mudou e ela terá que se adaptar e aprender outras coisas. Não chega a ser dramático ou impactante no sentido de fazer chorar (mas teve um momento em que não tive como segurar .-.).
Como Sammie tinha toda uma vida planejada, ela acaba sendo egoísta e não aceita bem de início (o que é compreensível) e tenta ser mais forte para mascarar os riscos iminentes, o que somente faz com que seus pais fiquem mais e mais preocupados com sua saúde.
Quando percebe que as coisas não vão acontecer como ela esperava, vai percebendo aos poucos que não precisa estar em outra cidade para começar a viver, ser feliz e ter um lar. Ela redescobre sua vida na pequena cidadezinha em que mora, nas montanhas, e descobre também o amor. Se permite se apaixonar, se divertir mais e vivenciar romances. Passa a aceitar sua nova vida e tirar o melhor dela, enquanto pode.
Stuart, sua paixão de tempos atrás e seu amigo Cooper sempre estão ao seu lado, ajudando no que for preciso na casa dela, com os irmãozinhos e estando presente. Há partes em que realmente pode-se se dar boas risadas, porque os diálogos transcritos são engraçados e fofos ao mesmo tempo.
De uma maneira particular, o livro é envolvente, tem uma leitura rápida e tranquila, leve e sem rodeios. Palavras/gírias bem atuais são usadas, como o pessoal que fala “crush”, haha. Se a capa for a que está na prova antecipada, ficou bem bonita e delicada. Em relação a folha, preferia que ela fosse amareladinha e não branca, mas… está bom também (é só a prova por enquanto ><‘).

É um livro que vale a pena ser lido sim 😉

P.S.: Tem uma passagem que Sam conta que estava tomando milk-shake de Oreo. Fiquei com muita vontade de experimentar, só para constar u.u (se alguém souber onde tem, me avisem!!! haha)

Sinopse:

Sammie sempre teve um plano: se formar no ensino médio como a melhor aluna da classe e sair da cidade pequena onde mora o mais rápido possível. E nada vai ficar em seu caminho – nem mesmo uma rara doença genética que aos poucos vai apagar sua memória e acabar com sua saúde física. Ela só precisa de um novo plano.
É assim que Sammie começa a escrever o livro de memórias: anotações para ela mesma poder ler no futuro e jamais esquecer. Ali, a garota registra cada detalhe de seu primeiro encontro perfeito com Stuart, um jovem escritor por quem sempre foi apaixonada, e admite o quanto sente falta de Cooper, seu melhor amigo de infância e de quem acabou se afastando. Porém, mesmo com esse registro diário, manter suas lembranças e conquistar seus sonhos pode ser mais difícil do que ela esperava.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s